Migração e Refúgio LGBTTQIA+

Muitas pessoas LGBTTQIA+ se deslocam por não se sentirem seguras
em seu país de origem e terem seus direitos violados

+ de 0

países no mundo criminalizam relações  entre pessoas do mesmo gênero

pena de morte

quase 10 tem a pena de morte como punição

0 países

não têm nenhuma proteção garantida na lei

*Fonte: Grupo Gay da Bahia e ANTRA

Migrantes e refugiades LGBTTQIA+ vêm para o Brasil buscando reconstruir suas trajetórias, mas encontram um cenário muito difícil

Fonte: Grupo Gay da Bahia e ANTRA

Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTTQIA+ no mundo;

A cada 20 horas uma pessoa LGBTI+ é morta violentamente ou suicidada;

Mais de 90% das pessoas trans está ou esteve na prostituição;

Só 4% das pessoas trans estão no mercado formal de trabalho;

Não existem Políticas Públicas específicas para Migrantes/Refugiades LGBTTQIA+;

As instituições não são preparadas para lidar com as especificidades deste público;

Não possuem redes comunitárias com as quais possam contar.